A importância da economia circular para o planeta__

Por Christine Salomão, jornalista – diretora de conteúdo da ebdi. A importância da economia circular para o planeta.

A economia circular tornou-se uma das principais tendências em prol da sustentabilidade e do nosso relacionamento com o planeta. O conceito associa o desenvolvimento econômico com o uso de recursos naturais, priorizando os insumos duráveis, recicláveis e renováveis. Mas de acordo com relatório do grupo Circle Economy de 2019, apenas 9% da economia mundial é circular.  Apesar do avanço devagar desse modelo econômico, os índices mostram que a cada ano o número de produtores está aumentando nesta categoria de produção. Os benefícios se concentram na maior prosperidade à sociedade e utilização de recursos de maneiras não-lineares e regenerativas.

Isso porque, ao contrário do modelo tradicional de “usar e descartar”, a economia circular visa minimizar o desperdício, prolongar a vida útil dos produtos e reduzir os impactos ambientais. Não é à toa que esse conceito transformador visa remodelar a forma como as empresas produzem, consomem e reutilizam recursos. Principalmente por enfatizar a redução do desperdício através da reutilização, reciclagem e remanufatura de produtos.

Em vez de extrair recursos naturais de maneira indiscriminada, as empresas passam a adotar práticas de recuperação de materiais, como reciclagem de metais, plásticos e papel. Isso não apenas reduz a demanda por novos recursos, mas também diminui a poluição do solo, da água e do ar, criando um ambiente mais saudável para as comunidades.

Economia circular: benefícios para os negócios

Uma peça fundamental da economia circular é o design de produtos voltado para a sustentabilidade. As empresas estão repensando a maneira como os produtos são projetados, priorizando a durabilidade, a facilidade de reparo e a possibilidade de desmontagem. Isso facilita a recuperação de materiais no final da vida útil do produto e reduz a necessidade de descartar itens inteiros

A economia circular também está impulsionando a inovação em modelos de negócios. Em vez de apenas vender produtos, muitas empresas estão adotando modelos baseados em serviços, nos quais os clientes pagam pelo uso ou pela funcionalidade do produto, em vez de possuí-lo. Isso incentiva as empresas a projetarem produtos de alta qualidade e durabilidade, uma vez que a responsabilidade pela manutenção e atualização permanece com elas.

Agora, a mudança para uma economia circular requer colaboração em toda a cadeia de valor. As empresas precisam estabelecer parcerias com fornecedores, fabricantes, distribuidores e até mesmo concorrentes para criar ecossistemas de negócios circulares. Essa colaboração promove o compartilhamento de recursos, conhecimentos e melhores práticas, acelerando a transição para uma economia mais circular.

Apesar dos benefícios claros, a transição para uma economia circular não é isenta de desafios. A infraestrutura de reciclagem e remanufatura pode ser cara para ser estabelecida, e a educação dos consumidores sobre a importância da economia circular é essencial. Além disso, alguns setores enfrentam dificuldades na recuperação de certos materiais complexos. Superar esses desafios requer investimentos, regulamentações adequadas e incentivos governamentais.

Mas vale ressaltar que empresas que apostam na economia circular estão demonstrando que é possível obter lucro ao mesmo tempo em que se protege o meio ambiente. Além disso, não é apenas uma escolha sábia e sim uma necessidade urgente para garantir um futuro sustentável para as próximas gerações.

Leia também: “Como identificar tendências de mercado”. Clique aqui.

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

LinkedIn
Email
Facebook
Twitter