Tudo que você precisa saber sobre Ecossistema da Inovação__

Ecossistema de Inovação tudo que você precisa saber

Neste artigo você verá tudo que precisa saber sobre Ecossistema da Inovação.

Ecossistemas da Inovação são espaços relacionais nos quais predomina a coletividade da aprendizagem, o compartilhamento de práticas eficazes de gestão, a transferência de know how e a otimização de processos por meio de inovações tecnológicas.

Ficou curioso e quer conhecer mais sobre o assunto? Então, boa leitura!

Mas antes, vamos dissecar o termo ecossistema da inovação, etimologicamente falando. Inovação vem do Latim innovare, “renovar, mudar”, junção de in (em) com novus (recente).

Já ecossistema vem da junção das palavras gregas oikos e synístanai e, juntas, significam “reunião de partes variadas e diferentes”.

Assim como mas aulas de ciências, víamos ecossistema como o conjunto de elementos químicos, físicos e biológicos que se relacionam entre si para formar um sistema estável.

Mas, afinal de contas, qual a relação disso com o mundo corporativo?

O que é Ecossistema da Inovação?

De uns tempos pra cá, o termo ecossistema da inovação está cada vez mais corriqueiro.

E, conforme a junção dos significados dispostos acima já entrega, trata-se de um conjunto de comunidades (corporações, startups e universidades) que ocupam determinado local, interagindo entre si e com o meio para constituir um sistema equilibrado e autossuficiente.

O elo que une todas essas interações é a inovação.

De fato, associar a imagem de uma empresa ao conceito de inovador atrela um significado cada vez mais positivo às corporações.

Não é à toa que a busca pela inovação está cada vez mais comum no mundo corporativo e passou a ser o ponto de interesse das empresas que almejam destacar-se nos critérios de competitividade dentro de diferentes mercados e de sobrevivência a longo prazo.

silicon valley ou vale do silicio, maior exemplo de ecossistema de inovação

Só para ilustrar,  usaremos como exemplo o famoso Silicon Valley, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, que é um exemplo bem sucedido nesta empreitada.

Conhecer e aplicar o que há de novo no mercado e acelerar a capacidade de inovação das organizações nele inseridas é a máxima das instituições que visam o desenvolvimento rápido e contínuo.

E tudo isso é propiciado graças ao intercâmbio entre diferentes organismos da cadeia mercantil. Agora vamos entender melhor os elementos que compõem este cenário?

Agentes do ecossistema da inovação

A fim de propiciar um ambiente favorável ao processo de inovação contínua, estes ecossistemas congregam fornecedores, clientes e colaboradores, além de responsáveis por políticas de inovação e organizações de financiamento.

As parcerias são comumente formadas por corporações, startups, parques tecnológicos de grandes instituições de ensino e agências governamentais.

E é por isso que em ambientes como estes, predomina a transferência de know how entre os diversos agentes de inovação. 

A seguir, listamos os principais atores deste cenário:

Agente público: fornecedores de programas, políticas, regulamentos e incentivos;

Agente institucional: instituições públicas ou privadas que prestam assistência especializada aos demais envolvidos no ecossistema da inovação;

Agente de conhecimento: organizações que abrigam pesquisadores e estudantes (instituições de Ciência e Tecnologia ou Pesquisa e Desenvolvimento. 

Ambientes responsáveis pela formação profissional e pelo estímulo de ações empresariais, como as incubadoras, também são consideradas agentes de conhecimento;

Agente de fomento: organizações responsáveis pela captação de recursos, como bancos, governos, indústrias, investidores anjo, fornecedores de dispositivos de financiamento;

Agente empresarial: empresas aceleradoras que fornecem subsídio para o desenvolvimento de tecnologias e conhecimento em seus departamentos de P&D, cujos trabalhos convergem em transformar boas ideias em algo potencialmente comercializável. 

O grupo também é composto por empresários, pesquisadores, profissionais e indústria;

Agente de habitat de inovação: agentes locais que promovem práticas constantes de apoio à inovação através de ações regionalizadas

Sociedade civil: indivíduos que atuam como mecanismos de articulação de uma sociedade que tenciona a inovação.

Estratégia de ação: do Open Innovation ao Hackathon

Os componentes dos ecossistemas da inovação – clientes, usuários e desenvolvedores – estão em um mesmo local, ou ambiente virtual, interagindo e tentando estabelecer ligações entre cadeias de valor.

Através dessa interação, empresas de determinado mercado implementam e gerenciam um programa de inovação corporativo que conta com a participação de diferentes mentes, transformando o ambiente em um valioso instrumento de conhecimento, troca e integração.

Assim sendo, aqui a inovação aberta é quem dita as regras. No Open Innovation, a empresa está disposta a cocriar com terceiros para encontrar soluções inovadoras aos seus produtos ou serviços.

Este espaço de estímulo na promoção de novas ideias, dentro e fora dos muros da organização, aproveita a criatividade de múltiplos talentos para, assim reforçar a prática de tomar decisões estratégicas. Afinal, duas – ou mais – cabeças pensam melhor que uma.

Para ilustrar

Só para ilustrar, o hackathon é um desses ambientes que estimulam a interação para aprimorar resultados individuais e em equipe.

A iniciativa é produzida pelo incentivo de aceleradoras e incubadoras e promove, como o próprio nome sugere, uma maratona de programação (junção dos termos hack e marathon).

Hackathon e a busca por soluções inovadoras estimuladas por aceleradoras, pessoas participam deste encontro como parte do ecossistema de inovacao

Desse modo, a ação, que pode durar dias, organiza equipes que se dedicam à procura de soluções para resolver um problema específico de instituições privadas, públicas ou de ensino.

Os participantes são motivados pelo espírito de competição, na qual os ganhadores são laureados com prêmios títulos e o reconhecimento da comunidade.

Gostou de saber mais sobre o Ecossistema da Inovação?

Em resumo, no âmbito corporativo, o ecossistema da inovação é o cenário mais favorável para que empresas, universidades e governo se aliem na criação de um ambiente colaborativo e inovador.

As vantagens dessa estratégia vão desde a troca de experiência – já que a interação entre diferentes intelectos e a consequente partilha de conhecimento eleva o nível de aprendizado – ao reconhecimento da comunidade local, primeira a desfrutar das melhorias proporcionadas pelo ecossistema.

Tendo em vista que os benefícios do ecossistema da inovação são múltiplos, você não pode ficar de fora desta e de outras estratégias de fomento à inovação.

E, pensando nisso, a ebdi reúne líderes de grandes empresas de tecnologia do Brasil, visando a promoção da inovação no país. Acesse nosso site e conheça mais!