Dicas para criar uma Startup de sucesso__

Criar uma Startup de sucesso é o sonho de muitas pessoas atualmente. Mas os desafios são muitos para quem quer empreender. Pensando nisso, o Sebrae desenvolveu uma cartilha com dicas para você tirar sua ideia do papel e iniciar um plano de ação.

Serão os primeiros passos para você criar uma estratégia de sucesso e investir na sua tão sonhada Startup. Antes de tudo, lembre-se que a forma de as empresas se comunicarem com o mercado mudou e muito com as novas tecnologias e, com isso, o foco passou a ser o ser humano e não produtos ou serviços.

Por isso, pesquisar o comportamento do seu público-alvo antes de montar qualquer empresa é extremamente necessário. Não é à toa que as Startups de sucesso estão criando negócios impensáveis e desbancando no mercado mundial muitas organizações tradicionais. Leia matéria: Novo marketing: voltado para o comportamento humano

Criar uma Startup de sucesso: dicas Sebrae

Seguindo a cartilha do Senac, o primeiro passo é conhecer o ramo de atuação que você pretende atuar. Uma Startup muitas vezes deixa de existir rapidamente, não pela falta de experiência do empreendedor, mas porque ele não pesquisou a fundo sua ideia no mercado.

Dica 1:

“Converse com diferentes pessoas ao máximo, troque impressões, participe de eventos. Nessa fase, as ideias valem muito pouco, esqueça o medo de roubarem sua ideia. O que vale é a capacidade de execução e você ganhará muito com a troca nesse momento”.

“Não busque fazer só o que está dando certo no mercado. Sua capacidade de execução e daqueles que estiverem empreendendo com você é o que conta. Por isso, avalie também suas competências, habilidades, talentos e paixões. Fazer o que gosta é metade do caminho para fazer bem”.

Dica 2:

“Alguns empreendedores tendem a achar que tiveram ‘a melhor ideia do mundo’ e que ‘só falta dinheiro’ para fazer acontecer. Cuidado com essa visão! Não é você, nem qualquer especialista, que dirá que sua ideia é boa, mas sim o seu cliente. Antes de dar os próximos passos na construção da implementação da ideia, valide‐a com clientes reais.”

“Para fazer isso não é preciso, necessariamente, desenvolver a solução, mas sim ‘sair do prédio’ e ir conversar com os clientes em potencial. Você tem muito a aprender nessa etapa de validação que poupará tempo e dinheiro nas próximas fases do projeto”.

Dica 3:

Ninguém faz nada sozinho. Para sua startup decolar, várias competências serão necessárias e é pouco provável que você sozinho tenha todas elas. Busque formar um time de fundadores com habilidades complementares”.

“De forma geral, uma boa startup deve ter, pelo menos, quatro competências bem definidas: gestão, tecnologia, operações e vendas”.

“Para formar um bom time, utilize sua rede de contatos. Participe de eventos e busque formar uma equipe afinada. Admiração pessoal mútua e entrosamento são fundamentais”.

Dica 4:

Teste antes o negócio: “para encontrar o modelo, um bom caminho está na realização exaustiva de testes buscando validar suas hipóteses. Muitas vezes, para realizar esses testes, não é preciso possuir o produto ou solução totalmente desenvolvida. É possível realizar pesquisas preliminares, testes A/B, pré‐venda, ofertas não automatizadas (também chamadas de modelo concierge), dentre outras formas”.

“O paradigma desta abordagem ‘enxuta’ baseia‐se em construir versões mínimas viáveis do seu produto (MPV, de minimum viable product) que possam ser usadas para realizar rapidamente os testes. O objetivo aqui não é ainda escalar o modelo, mas encontrá‐lo, por isso, muitos testes manuais podem e devem ser utilizados nesta fase”.

Leia aqui a Cartilha do Sebrae na íntegra.

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?