Inadimplência no varejo pós-crise__

Por Paulo Santos, diretor de crédito do Grupo Romera – Inadimplência no varejo pós-crise.

Como sempre gosto de ressaltar que Inadimplência é somente um estado, uma fase, e, com certeza, uma etapa do ciclo de crédito. Nesta analogia devemos considerar duas situações, a primeira é uma visão que o cliente inadimplente é o meu cor business  e quanto mais melhor, quanto maior for minha carteira maior será minha rentabilidade.

Já a outra é a visão que ter clientes inadimplentes faz parte do meu negócio e neste caso pode ser inicialmente bom (caso eu tenha inteligência suficiente para gerir os bons pagadores, clientes que atrasam curtos períodos de tempo e pagam juros e multa decorrentes a este atraso) ou mau quando gera prejuízo retirando toda a lucratividade adquirida com esforço astronômico da força de vendas.

O fato é que todo mundo pegou carona na muleta da covid e aproveitou para alegar que a falta de pagamento foi ocasionada pela pandemia: ou eu compro alimentos ou eu pago “vocês”.

Inadimplência pós-crise X aceleração dos processos

Bons aproveitamentos colhemos da pandemia que acelerou os processos e procedimentos digitais do crédito e da cobrança que foi agraciado por uma geração de robôs, ura inteligente, máquina que aprende sozinha de forma autônoma, algoritmos que aperfeiçoam como inteligência artificial.

Objetivando este novo mundo máquinas estão aprendendo com humanos e humanos alimentando o que as máquinas necessitam fazer em suas programações e estratégias e tomadas de decisões cada vez mais peculiares, mas fato é que a interação homem -máquina passa a ter uma interdependência para juntos alcançar o resultado final e trazer o dinheiro de volta.

Separar o insolvente ( perdas fraudes e obitados ) do que é inadimplência permite ter uma visão melhor da carteira de cobrança e crédito mas para isto é preciso ter um processo de gerenciamento de carteira muito bem administrada com todas as ajudas possíveis da área de TI da Cia.

Mas todas as mudanças tecnológicas desta era “digital” não serão possíveis se continuarmos negligenciando o bem maior do mundo de crédito e cobrança.

O nosso rei deste mundo chamado “Cadastro” que continuam a persistência de imputs de dados falsos, telefones de lojas e consultores e email criados ou roubados de outros clientes que nada tem  haver com aquele cadastro, numa era de LGPD.

A única constante  em época de inadimplência galopante é a mudança em busca de novas estratégias entre máquinas, homem e inovação.

Para se aprofundar sobre esses e outros assuntos, participe do Encontro Retailed!FS – Finanças, Serviços Financeiros / Varejo. Clique aqui.

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?