Você sabe o que é fintech?__

Você sabe o que é fintech? O termo surgiu da união de duas palavras: financial (financeiro) e technology (tecnologia) e é utilizado para denominar startups ou empresas que utilizam tecnologia para gerar soluções inovadoras de produtos e serviços do mercado financeiro. Esse modelo de negócio está causando uma verdadeira revolução, por exemplo, na oferta de crédito e renegociação de dívidas, o que deixa os Bancos, financeiras etc de “cabelo em pé”.

Afinal, as fintechs são uma alternativa à burocracia e às taxas dos bancos tradicionais. Elas apostam na tecnologia para mudar a relação de clientes com produtos e serviços e, desde 2018, são regulamentadas pelo Banco Central (BC). O que abriu as portas para o setor varejista oferecer aos consumidores vários tipos de serviços financeiros.

Hoje, abrir uma conta digital ficou muito mais fácil e com custo zero. Sem falar nos empréstimos “instantâneos” e na rapidez para se renegociar uma dívida ou adquirir cartões de crédito. E com o aumento da inadimplência e da inflação no Brasil, a tendência é que a fintechs ganhem cada vez mais espaço no mercado. Leia a matéria: “Inflação cresce no planeta e as expectativas para 2022 não são boas”.

Agora que você sabe o que é fintech, por que o modelo de negócio é tão eficaz?

As fintechs fazem uso de tecnologias como Inteligência Artificial, Computação em Nuvem, Big Data para criarem ambientes 100% digitais e automatizados, cujos clientes acessam facilmente utilizando seus smartphones, computadores etc. Com isso, as empresas conseguem trabalhar remotamente, sem nenhuma necessidade de espaços físicos ou operadores humanos. Podemos citar, por exemplo, o atendimento feito por bots.

Outra vantagem se tratando de fintechs é que essas empresas conseguem se adaptar a mudanças estruturais rapidamente, por um modelo baseado em algoritmos. Isso também ajuda na gestão da experiência do cliente, pois a meta é que ele consiga resolver praticamente tudo online, mas sem abrir mão da segurança.

Além de segurança, o fator agilidade (menos burocracia) e preço acessível são valorizados pelos consumidores atualmente quando o assunto envolve serviços ou produtos financeiros. E a tendência, o que vale para todos os setores, é que o consumidor fique cada vez mais exigente e impaciente com marcas que não atendam suas necessidades de forma rápida e prática na web.

Foco nas necessidades do cliente

Em plena era digital, somente as empresas que atenderem às necessidades dos clientes sobreviverão. Por isso, é preciso inovar nos serviços financeiros para manter e atender novos consumidores. Não existe mais espaço para organizações que operam com os “olhos” no produto. Agora é a vez do ser humano. Leia a matéria: “Varejo ganha com serviços financeiros”.

Segundo Breno Costa, Diretor de Produtos e Sucesso do Cliente da Neurotech, “a concessão de crédito ao consumidor tornou-se um negócio bem mais atrativo atualmente devido ao excesso de dados disponíveis. Mas é preciso saber lidar com novas visões de mercado que facilitem o processo de organização para gerir e digerir esse enorme fluxo de informações”. 

Para se aprofundar sobre esse e outros assuntos, participe do Encontro EBDI: Retailed: serviços financeiros/varejoA reunião terá cerca de 50 executivos (vagas limitadas). Clique aqui para saber mais.

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?