O que é Supply Chain e quais áreas abrangem?__

O que é supply chain? O termo em inglês significa “cadeia de suprimentos” e se refere aos processos e aos diversos caminhos por quais passam os produtos, desde a retirada da matéria-prima até a entrega ao consumidor final.

Isso representa, na prática, todas as atividades de compra dos insumos ou produtos, transporte, armazenamento, transformação, embalagem, gerenciamento interno, venda e distribuição aos clientes. Sem falar na  infraestrutura física e de processos que são necessários para dar suporte às operações.

Mas o que é supply chain diante da variedade de produtos?

A cadeia de suprimentos é composta por diferentes fases, que variam de acordo com o produto. E o consumidor final poderá ser impactado positivamente ou não dependendo da eficiência desse processo. Por isso, a logística é abrangente e tem que ser prioridade para fabricantes e revendedores.

O setor varejista, por exemplo, deve conhecer quais são os aspectos envolvidos na produção, como o prazo de entrega, períodos de sazonalidade , formas de trabalho do fornecedor etc. Isso porque a cadeia de suprimentos impacta diretamente a vida das pessoas. E os consumidores atualmente estão muito mais exigentes quando o assunto é receber mercadorias.

Tanto  que o Last mile, ou última milha em português, é considerado por muitos operadores logísticos como o processo mais importante do supply chain. Pois esse é o momento em que a mercadoria sai do centro de distribuição para o destino final: o cliente.

E o momento de entrega é o que gera mais ansiedade no cliente. Principalmente se a mercadoria demorar para chegar em suas mãos, o que requer atenção especial para contornar o problema. O melhor mesmo é evitar transtornos e manter o consumidor informado sobre o curso da entrega.

Por isso, a importância de se otimizar o last mile, cuja estratégia envolve várias ações, além do monitoramento da entrega do produto pelo cliente. É preciso investir em softwares e sistemas de gestão para contribuir no planejamento das rotas; agendar as datas das entregas; não ficar preso a um único fornecedor etc.

Leia a matéria: Last mile: o que é e quais os impactos na logística?

Gestão da cadeia de suprimentos

Mas como fazer a gestão da cadeia de suprimentos? Afinal, o objetivo do Supply Chain Management é fazer com que a empresa seja mais eficiente e ganhe vantagem competitiva.

Para isso, a gestão da cadeia de suprimentos tem que melhorar o rendimento em algumas atividades da empresa, como por exemplo, o tempo dos ciclos de produção e dos inventários; o armazenamento de mercadorias; entrega e devolução de produtos.

Vale ressaltar que a cadeia de suprimentos abrange várias áreas e, por isso, a gestão tem que ser muito assertiva em todas as etapas: documentos, matérias-primas, insumos, equipamentos, informações, pessoas, meios de transporte, entre outras.

Se conseguir cumprir um plano de metas bem elaborado nesta área, a empresa se beneficia muito. A começar pela custos operacionais que reduzem bastante. São cortados, por exemplo, gastos desnecessários relacionados à ocupação de espaços em armazéns, além de perdas de produtos.

Leia também: Logística 4.0: diferencial necessário para o crescimento das organizações

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?