Pessoas felizes produzem mais e melhor no trabalho__

Pessoas felizes produzem mais e melhor no trabalho. Foi o que constatou um estudo realizado pela Universidade da Califórnia. A pesquisa identificou que um trabalhador feliz é, em média, 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% a mais em comparação com outros. Além disso, ele acaba motivado a atender melhor o cliente, evitar acidentes no trabalho e reduzir desperdícios.

Não é à toa que o tema felicidade no trabalho tem ganhado cada vez mais espaço dentro das grandes corporações. Afinal, times desmotivados e que não têm os estímulos corretos dentro do ambiente corporativo estão fadados ao fracasso. Por isso, o bem-estar dos colaboradores está diretamente ligado à produtividade.

“Quanto mais felizes somos hoje, mais curto é o nosso caminho para conquistar o sucesso”, afirma Luiz Gaziri, professor na FAE Business School, autor, consultor e especialista em comportamento humano. Para ele, “aquela era que combina jornadas de trabalho extensas, sem pausas para o almoço, cujas conquistas são fruto da renúncia de momentos em família ou lazer, deve permanecer no passado”.

Pessoas felizes produzem mais na vida

Abaixo, confira cinco práticas que podem te tornar uma pessoa mais feliz na vida e no trabalho, segundo Luiz Gaziri:

1. Afinal, dinheiro traz felicidade?

O dinheiro é um dos meios que pode tornar as pessoas mais felizes. Mas não ao que diz respeito a investimentos para si. Segundo Gaziri, estudos de Harvard comprovam que poder gastar dinheiro com outras pessoas nos traz o sentimento de realização e felicidade exponencialmente maior do que quando fazemos para nós mesmos.

Neste mesmo raciocínio, agora de acordo com a Universidade de Cornell, conseguir proporcionar experiências, como ir ao cinema, a shows ou fazer viagens, também é uma forma de promover a felicidade. “Nos lembramos de uma viagem feita há dez anos, mas não de uma camisa comprada nesse mesmo tempo”, diz.

2. Gratidão no offline

Um hábito simples e que pode despertar o sentimento de felicidade imediata. Estudos da Universidade de Stanford e Miami mostram que a gratidão pode ser exercitada todas as noites com a prática de escrever, em um caderno ou celular, cinco acontecimentos do dia pelos quais você é grato. Segundo essas pesquisas, a felicidade aumenta de forma significativa com o passar das semanas. “Quando a gratidão é expressada às pessoas que nos ajudaram durante a nossa vida, ficamos mais felizes ainda demonstrando o reconhecimento pessoalmente”, conta ele.

3. Ajudar mais do que ser ajudado

Ajudar as pessoas ao nosso redor nos faz mais felizes do que quando somos ajudados. Uma pesquisa da Universidade da Califórnia feita com um grupo de funcionários de uma empresa os estimulava a ajudar outros colegas. Durante as observações, os pesquisadores notaram que a colaboração no ambiente de trabalho aumentou 278%. “Quando vemos pessoas ajudando as outras, a tendência é copiar esse comportamento. No fim das contas, quem ajuda fica mais feliz do quem é ajudado”.

4. Quem não gosta de receber elogios?

A ciência comprova que o reconhecimento traz felicidade. Um experimento da Universidade de Cornell relaciona o ato de reconhecer e elogiar pessoas com a felicidade. Os dados obtidos a partir da pesquisa revelam que os alunos submetidos ao teste ficaram felizes ao exaltar determinadas características ou ações de outras pessoas e as pessoas elogiadas também. Ou seja, o reconhecimento funciona para ambos os lados.

No entanto, esse não é um hábito cultivado. As pessoas não costumam elogiar ou reconhecer umas às outras pelo medo de estranheza que isso pode ser gerado em que vai receber o elogio. Pura bobagem. “Se o ser humano agir de acordo com a sua intuição, ele não vai conquistar a felicidade. É por isso que a ciência está aí para nos ajudar a dar tacadas certas”.

5. Enfim, o relacionamento

Muitos estudos demonstram que as pessoas ficam felizes quando interagem com qualidade umas com as outras. Elas, entretanto, acreditam que podem ser mais felizes assistindo a um filme, por exemplo, do que se relacionando. De novo, a intuição trai a nossa felicidade.

Quanto mais interação positiva nós temos no nosso dia a dia, mais felizes ficamos e mais felizes deixamos as pessoas ao nosso redor. Toda atividade que aumenta a nossa felicidade envolve outra pessoa, vide os exemplos acima. “Observem que o inimigo das interações hoje em dia é o celular e perceba quantos caminhos inversos à felicidade nós tomamos no nosso dia a dia sem nem perceber”.

Leia também: Felicidade no trabalho: “O jeito Harvard de ser feliz”

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?