Saúde mental dos funcionários: tema ainda é pouco abordado pelas empresas__

Quando o assunto é saúde mental dos funcionários, apenas 37% dos brasileiros acreditam que as empresas se preocupam com o tema. Foi o que mostrou o estudo realizado pelo Linkedln, maior rede social profissional do mundo. A pesquisa foi conduzida pela Opinion Box em dezembro de 2021 e entrevistou 1.019 usuários da rede, com mais de 18 anos, em todo o país.

Um dos pontos altos da pesquisa é que “79% dos brasileiros já sofreram ou sofrem com algum problema relacionado à saúde mental, sendo que as mulheres são as mais afetadas”. Cerca de 86% delas disseram já ter passado por alguma situação do tipo (homens: 72%).

O estudo também apontou que “91% dos brasileiros acham importante falar sobre saúde mental”. E cerca de 80% das pessoas disseram que já se sentem confortáveis para abordar o assunto no cotidiano. Mas a maior parte delas respondeu que essas conversas acontecem com psicólogos, amigos e familiares ou pessoas que passaram por alguma situação semelhante.

Agora, ao considerar o ambiente de trabalho, apenas 44% das pessoas entrevistadas disseram se sentir confortáveis para falar sobre o tema. Isso por não gostarem de expor suas vidas, além de se sentirem inseguras para abordar esse assunto dentro das empresas.

Já quando indagadas se as organizações oferecem práticas voltadas para a saúde mental dos funcionários, 54% disseram que sim, apesar de só 37% acreditar que esse é um tema importante para as companhias, como mencionado acima.

Saúde mental dos funcionários: Linkedln vai estimular conversas

Cerca de 68% dos entrevistados acreditam que falar sobre saúde mental dentro da rede Linkedln é importante para “normalizar” a conversa. E a plataforma afirmou que quer estar cada vez mais à frente de todos os tipos de “conversas” como um incentivo para que seus usuários se sintam à vontade e possam expressar tudo o que os afeta no ambiente de trabalho.

De acordo com esse artigo da empresa Cuidas, “quando paramos para analisar os efeitos que a Saúde Mental causa na vida dos colaboradores e das empresas, três coisas são muito evidentes:

  • Menos produtividade: questões relacionadas à Saúde Mental dos colaboradores quase sempre impactam diretamente sua produtividade no trabalho;
  • Maior taxa de absenteísmo: o absenteísmo é caracterizado pela ausência de um colaborador ou mais colaboradores no período laboral, seja por algumas horas — como nos casos de atraso ou uma saída adiantada ao fim do expediente — ou até mesmo faltando por vários dias. É importante atentar-se aos sinais e procurar saber o que pode vir a estar acontecendo, e quem sabe, procurar uma maneira de resolver a questão em conjunto com a pessoa;
  • Aumento do turnover: o turnover ou rotatividade de pessoal é o nome dado ao fluxo de entradas e saídas de funcionários em uma empresa. Quando essa taxa começa a ter um aumento exponencial ou significativo é hora procurar entender o real motivo desta situação – e traçar um plano de ação para combater esse aumento. Além disso, o turnover pode gerar um forte impacto na cultura organizacional das empresas, por isso, é sempre recomendável manter-se alerta.

Para se aprofundar sobre esses e outros assuntos, participe do Encontro Business Health Innovation – RH / Saúde Corporativa. Clique aqui para saber mais (vagas limitadas).

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?