Gestão eficiente em marketing digital: um dos desafios das organizações atualmente__

Uma gestão eficiente em marketing digital é crucial para o crescimento das empresas. Mas por ser uma ciência nova, falta processos consolidados e profissionais qualificados para atender demandas urgentes diante da crise global, fruto da pandemia de Covid-19.

De uma hora para a outra, as organizações tiveram que criar estratégias a curto e médio prazos para continuarem operando. Quem já tinha feito o exercício de casa e já vinha investido no mercado digital está superando melhor esse momento caótico.

Agora, empresas que estavam engatinhando no universo online estão aprendendo com erros e acertos. Sem falar que a demanda por especialistas nesta área só cresce e ficou mais difícil contratar talentos que realmente agreguem valor à organização.

A concorrência acirra é outro problema para as organizações que não apostaram no universo online antes da pandemia, pois as empresas da chamada “nova economia” já vinham colocando por terra negócios mais conservadores.

Gestão eficiente em marketing digital depende de uma boa estratégia

Que o marketing digital é fundamental para driblar a concorrência o mundo corporativa já sabe. Mas como sair na frente e fazer melhor? Isso requer excelência em gestão online.

Para começar, o foco tem que estar nas necessidades dos clientes e não nos produtos. Philip Kotler, o pai do marketing moderno, já dizia: “É necessário oferecer experiências e não só produtos, tecnologia, ficha técnica”.

Essa lição mostra o quanto o CMO deve estimular sua equipe a criar campanhas que ofereçam soluções e agreguem valor ao seu público-alvo. Sem demonstrar preocupação com as vendas. O importante é atender às necessidades dos clientes. Leia matéria: Philip Kotler: Administração de Marketing

Em seu livro: Marketing de Conteúdo Épico, Joe Pulizzi, fundador do Content Marketing Institute (CMI)também cita a importância de as empresas se comunicarem com seus clientes sem comercializar nada.

“É o marketing que não interrompe. Em vez de vender seus produtos ou serviços, você entrega informações que fazem os seus compradores ficarem mais inteligentes ou, então, os diverte para construir uma conexão emocional”. Leia matéria: Era da hiperconectividade: o marketing precisa enxergar pelas lentes do público-alvo

Foco no ser humano e não no produto

Uma das maiores dificuldades das empresas na era digital é justamente focar suas ações de marketing no ser humano. As Startups, por exemplo, antes mesmo de criarem seus negócios, realizam testes primários para transformar ideias em produtos.

Analisar o comportamento do consumidor e detectar suas necessidades são fundamentais para a elaboração de uma estratégia de marketing digital mais assertiva. Além disso, defina metas claras e objetivas, tendo como apoio métricas.

Aposte em ações de marketing que não interrompam as atividades dos clientes e crie personas para identificar seu público-alvo na Internet. Invista também em marketing de conteúdo para gerar tráfego e leads qualificados, de preferência orgânica. Leia a matéria: Novo marketing: voltado para o comportamento humano

Participe do CMO – reunião virtual para líderes de marketing que desejam debater com outros profissionais da área sobre os principais desafios do mercado. Vagas limitadas (cerca de 50 executivos). Mais informações: neste link  

Gostou deste artigo? Confira mais em nosso blog e compartilhe nas redes sociais!

Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Open chat
Estamos online!
Olá 👋🏻
Podemos te ajudar?